Notícias

Porte ilegal de arma de fogo vira crime hediondo

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), presidida pelo senador Edison Lobão, aprovou nesta quarta-feira (27) projeto que torna crime hediondo a posse ou o porte ilegal de armas de fogo de uso restrito, como fuzis.

 

A transformação da posse ou o porte ilegal de armas de fogo de uso restrito em crime em hediondo vai aumentar, na prática, o cumprimento de pena porque obriga que o criminoso fique em regime fechado. Há também mais rigor na progressão da pena, quando o condenado pode passar, por exemplo, a trabalhar fora da cadeia ou a cumprir prisão domiciliar.

 

Para o senador Edison Lobão esta proposta vai ajudar a livrar o país desta fase de tamanha violência que impressiona o Brasil inteiro e o mundo.

 

“Esse projeto vai ajudar no combate à criminalidade, já que as penas agora serão aumentadas e os criminosos ficarão em regime fechado”, afirmou o senador.